Valter Januário | Honrar o nosso passado, projetar o futuro

A Assembleia Municipal de Sintra desta terça-feira ficou marcada por mais uma etapa de um processo que procura responder a uma necessidade histórica da Freguesia de Algueirão-Mem Martins.

Foi aprovada a transferência do direito de preferência da Quinta de Fanares da propriedade da Câmara para a Junta de Freguesia de Algueirão-Mem Martins, permitindo  assim a construção das novas instalações da Junta de Freguesia e requalificação de uma zona central do núcleo urbano de Mem Martins.

A maior freguesia da Europa, com mais de 60 mil habitantes, terá finalmente uma sede que dignifique a nossa freguesia, respeite quem todos os dias trabalha em prol da comunidade, responda à expectativa da nossa população.

Sei bem que não estamos no fim de um processo, mas ontem, dia 2 de julho, foi dado um passo decisivo para a concretização desse objetivo.

É esta mudança que temos verificado na nossa freguesia. Com clareza nos objetivos, rigor na gestão e acima de tudo uma vontade inabalável de melhorar a qualidade de vida da nossa gente. 

A nova sede, que terá um espaço virado para comunidade, será o símbolo desta transformação que acontece de forma persistente e tranquila no nosso território.

Mas as mudanças têm rostos e, sobretudo, lideranças que, perante as adversidades e quando confrontadas com a inércia, conseguem identificar o caminho e ter a resistência para o percorrer.

No nosso caso, no nosso tempo, tivemos a sorte democrática de ter um presidente de Câmara que vê mais longe e, acima de tudo, resiste quando está convicto da justeza do caminho a percorrer.

O presidente Basílio Horta percebeu, logo em 2014, desta necessidade da nossa freguesia. Desde esse momento, até ao presente, nunca falhou. Esteve sempre presente de forma ativa, exigindo soluções, pressionando para os prazos serem cumpridos e, quando foi necessário, afetar verbas do erário público para este importante projeto.

A nossa freguesia encontrou no presidente da Câmara Municipal de Sintra a liderança certa para resolver este problema e projetar o nosso futuro. 

São cerca de 4500 metro quadrados de terreno, no centro de Mem Martins, que irá também criar uma nova centralidade na freguesia. Não será apenas um terreno para a construção da nova Sede da Junta de Freguesia, mas antes um novo espaço verde para fruição da população.

É desta forma que se construí o futuro.

Em Algueirão-Mem Martins estamos a percorrer esse caminho.

Valter Januário, Presidente da Junta de Freguesia de Algueirão-Mem Martins