Proibida circulação entre concelhos e confinamento às 13h00

O Conselho de Ministro esteve reunido hoje desde o início da manhã, no âmbito da renovação do Estado de Emergência que irá vigorar entre amanhã e dia 15 de janeiro.

Primeiro-Ministro, António Costa | Foto: arquivo

O Governo anunciou, esta quinta-feira, novas medidas restritivas, no âmbito do Estado de Emergência, para travar o crescimento exponencial da pandemia que se tem verificado nos últimos dias, em Portugal.

Em conferência de imprensa, após a reunião de Conselho de Ministros, o primeiro-ministro informou que, no próximo fim de semana, todos os concelhos que registem mais de 240 casos de Covid-19 por 100 mil habitantes, será proibida a circulação entre concelhos e proibida a circulação na via pública a partir das 13h00 e até às 05h00 do dia seguinte.

“Números sinalizam que as medidas que estamos a adotar não são suficientes” [António Costa]

As medidas do fim-de-semana vão estender-se aos restantes dias a partir de dia 15 de janeiro. Tudo dependerá do evoluir dos dados durante os próximos dias. O primeiro-ministro reiterou que irá ouvir os parceiros sociais e os partidos políticos, revelando também que “há um grande consenso entre técnicos e especialistas” no sentido de não interromper a atividade letiva.

Só 25 concelhos do país ficarão de fora destas restrições: Alcoutim; Aljezur; Almeida; Arronches; Barrancos; Carrazeda de Ansiães; Castanheira de Pêra; Castelo de Vide; Coruche; Ferreira do Alentejo; Freixo de Espada à Cinta; Lagoa; Manteigas; Monchique; Odemira; Pampilhosa da Serra; Proença-a-Nova; Resende; Santiago do Cacém; Sardoal; Sernancelhe; Sines; Torre de Moncorvo; Vila de Rei; e Vila do Bispo.

[em atualização]