Mercado de Natal virtual em Queluz/Belas em dezembro

Este ano, o tradicional Mercado de Natal na freguesia de Queluz-Belas, que acontece no jardim Conde de Almeida Araújo, no centro de Queluz, pode ser visitado somente através do site da União de Freguesias de Queluz-Belas, devido à pandemia Covid-19. A iniciativa decorre entre os dias 7 e 11 de dezembro.

A edição digital deste ano, substitui o Mercado de Natal, iniciativa que habitualmente acontece no jardim Conde de Almeida Araújo

Otradicional mercado de Natal na freguesia de Queluz-Belas, no concelho de Sintra, realiza-se este ano em edição virtual, com o mesmo objetivo dos anos anteriores, em apoiar o pequeno comércio, instituições de solidariedade social e os projetos artísticos, bem como promover os produtos artesanais. 

Esta iniciativa que decorrer entre os dias 7 e 11 de dezembro, pelo quinto ano consecutivo, conta, desta vez com regras diferentes, cumprindo os cuidados para evitar os riscos de transmissão face à pandemia de covid-19.

Cerca de duas dezenas de expositores, com a participação de instituições de solidariedade social, artesãos e artistas, a edição deste ano pode ser visitada através do site da União de Freguesias de Queluz-Belas.

A edição digital deste ano, substitui a que acontece habitualmente no jardim Conde de Almeida Araújo, no centro de Queluz, contará com a presença de Margarida Botelho (Ilustradora), Daniela Reis, (Artista Plástica), e a Aifa, uma marca de Roupa e acessórios artesanais criados numa lógica de upcycling. A Marcenaria Artística Pereira, que cria peças de madeira maciça e a Pratos da Prats, uma marca de Inês Prats, que cria peças de cerâmica inspiradas na tradição têxtil, são outros destaques.

Esta edição conta igualmente com a presença da marca Em’Cante Alentejano, representante de produtos regionais do concelho de Odemira e da marca Portugal in the North, que tem o objetivo de revelar e comercializar produtos da gastronomia tradicional portuguesa, originários de pequenos produtores. 

Nesta exposição virtual estarão também representados os produtores de vinho Chão das Moias, uma sociedade agrícola com vinhas e adega própria da região de Alenquer.

Entre as instituições locais estarão presentes o GAVE, um grupo de artistas e artesãos com presença forte e ativa na freguesia e o C.E.C.D, uma cooperativa para a inclusão que promove serviços adaptados e direcionados a pessoas com deficiência e que para o mercado traz produtos artesanais.

[notícia corrigida]