Graça Freitas infetada por Covid-19 e com sintomas ligeiros da doença

A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, testou positivo para a infeção por SARS-CoV-2, estando em isolamento e com sintomas ligeiros da covid-19, anunciou hoje a Direção-Geral da Saúde.

Graças Freitas, diretora Geral da Saúde | Foto: arquivo

Segundo a Direção Geral de Saúde, Graça Freitas testou no domingo positivo e manifesta sintomas ligeiros da doença. “O rastreio de contactos pela Autoridade de Saúde Regional está atualmente em curso, para identificar todas as pessoas potencialmente expostas”, refere em comunicado.

A conferência de imprensa que estava hoje prevista na DGS foi cancelada. Graça Freitas, a médica que sucedeu formalmente, em 02 de janeiro de 2018, a Francisco George na liderança da DGS (onde já exercia o cargo interinamente desde o ano anterior e onde antes já tinha sido subdiretora-geral) tem sido um dos principais rostos do combate à pandemia de covid-19 desde março.

Nas habituais conferências de imprensa, Graça Freitas tem apelado várias vezes à população para limitaram ao máximo os contactos físicos e adotarem as medidas de proteção, como o uso de máscara, a lavagem frequente das mãos e a etiqueta respiratória.

Lembra também as regras que devem ser seguidas pelas pessoas que ficam em casa confinadas por estarem infetadas ou por terem estado em contacto com alguém que tenha testado positivo.

Portugal contabiliza pelo menos 4.577 mortos associados à covid-19 em 300.462 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O país está em estado de emergência desde 09 de novembro e até 08 de dezembro, período durante o qual há recolher obrigatório nos concelhos de risco de contágio mais elevado.

Durante a semana, o recolher obrigatório tem de ser respeitado entre as 23h00 e as 05h00, enquanto nos fins de semana e feriados a circulação está limitada entre as 13h00 de sábado e as 05h00 de domingo, e entre as 13h00 de domingo e as 05h00 de segunda-feira.