Prisão preventiva para jovem suspeito de roubos na linha de Sintra

Detido "será responsável por crimes" praticados nas imediações das estações ferroviárias da Linha de Sintra, onde selecionava as vítimas.

Polícia de Segurança Pública | Foto: Sintra Notícias - arquivo

Um jovem de 18 anos ficou em prisão preventiva por ser suspeito da prática de sete crimes de roubo em transportes públicos e na via pública, na Grande Lisboa, anunciou esta segunda-feira a PSP.

Em comunicado, o Comando Metropolitano de Lisboa (Cometlis) referiu que a detenção ocorreu a 7 de maio, na sequência de um roubo na estação do metro da Reboleira (Amadora), através da Divisão de Segurança a Transportes Públicos.

De acordo com o Cometlis, o jovem foi detido fora de flagrante delito, sob mandado de detenção. Após ser presente a primeiro interrogatório judicial, foi-lhe decretada a medida de coação mais gravosa, a prisão preventiva.

No âmbito da investigação, a PSP revelou que o detido “será responsável por outros crimes” praticados nas imediações das estações ferroviárias da Linha de Sintra, onde selecionava as vítimas. As autoridades policiais adiantaram que o suspeito era portador de uma arma branca e atuava acompanhado de um grupo, por forma a superiorizar-se às vítimas.

“Os roubos, na sua grande maioria, foram praticados com enorme violência, com recurso a força física extrema e exibição de armas brancas. Num dos assaltos chegou mesmo a agredir a vítima, a qual teve necessidade de assistência hospitalar, onde foi suturada com 10 pontos”, pode ler-se no comunicado.

Segundo a PSP, o grupo, além de roubar telemóveis, coagia as vítimas a acompanhá-lo a caixas de multibanco, onde levantavam dinheiro para gastar em viagens de táxi e em comida através de serviços de ‘take away’.