Costa Oliveira sucede a João Lacerda Tavares na Santa Casa em Sintra

    Manuel Álvares da Costa Oliveira, tomou posse como Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Sintra, sucedendo no cargo a João Lacerda Tavares.

    Manuel Álvares da Costa Oliveira, tomou posse como Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Sintra

    Manuel Álvares da Costa Oliveira, tomou posse como Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Sintra, sucedendo no cargo a João Lacerda Tavares, que cumpriu 13 anos ao serviço da instituição.

    Na tomada de posse dos novos Órgãos Sociais, eleitos para o quadriénio 2020-2023, Salvado Corrêa de Sá, voltou a assumir o cargo de presidente da Assembleia Geral e o Definitório passa a ser presidido por Carlos Alberto do Couto Marques.

    A cerimónia iniciou-se com um momento de Oração e Juramento coletivo da responsabilidade do Padre Armindo Reis, seguindo-se a homenagem ao Provedor cessante João Lacerda Tavares, depois de 13 anos ao serviço da instituição no concelho de Sintra.

    Momento de Oração e Juramento coletivo da responsabilidade do Padre Armindo Reis

    O novo Provedor, Manuel Costa e Oliveira, aproveitou a ocasião para agradeceu publicamente a “dedicação” do Provedor cessante, destacando as suas “qualidades profissionais e humanitárias, sempre ao serviço da Santa Casa”. Também Corrêa de Sá quis intervir, relatando o percurso de Lacerda Tavares ao longo dos 13 anos, “em que se assistiu a uma notável evolução e empenho da Misericórdia, sempre na procura do bem comum e de bem servir”.

    A homenagem incluiu a atribuição de um troféu por parte da Instituição e de um livro, com registos fotográficos e dedicatórias por parte dos colaboradores, que manifestaram desta forma, a sua estima e consideração pelo Provedor, que terminava as suas funções.

    “Dedicação total à instituição”

    Manuel Costa Oliveira, no seu discurso de posse com Provedor, assumiu o compromisso de “dedicação total à Instituição”, traçando como objetivos estratégicos, “o reforço da visibilidade da Instituição”, que conduza a uma “cumplicidade de Sintra e dos Sintrenses com a sua Santa Casa”, aumentando o número de “amigos da instituição”. Destacou ainda a importância de aproximação às Paróquias com quem pretende “trabalhar em sintonia”, com o propósito de desenvolver novos projetos, como a “construção de um Lar e de uma creche”.

    Dirigindo-se muito em particular ao presidente da Câmara de Sintra, Basílio Horta que esteve presente na tomada de posse, Manuel Costa e Oliveira, agradeceu o “empenho” que tem dirigido à Misericórdia de Sintra, anunciando algumas iniciativas que gostava que fossem abraçadas em conjunto e também com a Segurança Social.

    Coube a Basílio Horta, encerrar a cerimónia de tomada de posse, manifestando “que estará sempre ao lado da Misericórdia” reforçando o seu apoio pessoal ao novo Provedor, tal como confiou em João Lacerda Tavares, a quem reconheceu o bom trabalho levado a cabo.