Homem condenado a oito anos de prisão por violação em Sintra

Um homem foi condenado a oito anos de prisão por um crime de violação, em concurso aparente com um crime de violência doméstica e um crime de gravações ilícitas, em Sintra.

Foto - arquivo

Um homem foi condenado a oito anos de prisão por crime de violação, de violência doméstica e de gravações ilícitas, em Sintra, anunciou esta quarta-feira, a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL).

Segundo informação da PGDL no seu sítio na internet, o acórdão, proferido na segunda-feira pelo Juízo Central Criminal de Sintra, deu como provado que “o arguido, por várias vezes, agrediu e injuriou a sua companheira, obrigou-a a manter relações sexuais e gravou tal ato contra a sua vontade”.

Desde novembro do ano passado que um homem de 30 anos, se encontrava detido por aqueles crimes, tendo o juiz de instrução determinado prisão preventiva.

Segundo nota da PGDL, o arguido, “desde pelo menos junho de 2018, data em que passou a viver com a ofendida”, a agredia, física e psicologicamente, na presença dos dois filhos menores daquela.

“Numa das ocasiões, obrigou ainda a ofendida a praticar atos sexuais contra a sua vontade”, acrescentou a PGDL.

O inquérito foi dirigido pelo Ministério Público da 5.ª secção do Departamento de Investigação e Ação Penal de Sintra/Comarca de Lisboa Oeste.