“Regresso a Quionga” vence Prémio Literário Ferreira de Castro

SINTRA | Mário Silva Carvalho, vencedor do Prémio de 2018, com o Romance “Regresso a Quionga” retrata a viagem “por um tempo em que um punhado de portugueses se espalhou pelos mundos.

Município de Sintra atribui o Premio Literário a Ferreira de Castro a Mário Silva Carvalho

O romance, “Regresso a Quionga” de Mário Silva Carvalho, foi apresentado ao público esta quinta-feira, no âmbito do Prémio Literário Ferreira de Castro de 2018, no Museu Ferreira de Castro, em Sintra.

Mário Silva Carvalho, vencedor do Prémio de 2018, com o Romance “Regresso a Quionga” retrata a viagem “por um tempo em que um punhado de portugueses se espalhou pelos mundos. Gerações de homens destemidos capazes de domar mares e terras sem fundo nem fim. Seguirei na esteira dos meus antecessores, donos de vidas anónimas. Gente que cruzou as últimas estações de caminhada dos cinco séculos do Império Português.”

Recorde-se, o Prémio Ferreira de Castro de Ficção Narrativa (romance, novela e conto), tem com objetivo estimular a criação literária, e ao mesmo tempo, homenagear o grande romancista e autor cosmopolita, que escolheu a Vila para escrever uma significativa parte da obra e à qual legou o seu espólio e o seu corpo. 

Mário Silva Carvalho

Mário Silva Carvalho nasceu na Pampilhosa (Mealhada) em 1948. É licenciado em História pela Universidade de Coimbra. Iniciou as lides da escrita apenas depois de se aposentar da carreira de bancário, e o reconhecimento das suas obras foi imediato.

Em 2012 ganhou o Prémio Literário João Gaspar Simões, atribuído pela Câmara Municipal da Figueira da Foz, com o romance Diário de Um Carbonário. Em 2014 venceu a 15.ª edição do Prémio Literário Dr. João Isabel com o conto O regresso do Artur. Foi-lhe igualmente atribuído o 1.º Prémio da XI edição do Concurso Literário Descobrir Vizela com o conto O Brasileiro de Vizella.

Em 2016 publicou o romance A Tomada de Madrid e em 2017 recebeu uma menção honrosa do Prémio Ferreira de Castro de Ficção Narrativa com o romance A Amazona Portuguesa, publicado em 2018. Com o romance O Regresso a Quionga ganhou o Prémio Ferreira de Castro de Ficção Narrativa 2018.