PR espera que 2018 seja o ano da reinvenção da confiança

    Discurso de Ano Novo

    Marcelo Rebelo de Sousa em Pêro Pinheiro | Foto: Sintra Notícias - arquivo

    O Presidente da República dirigiu habitual discurso de Ano Novo pela primeira vez em direto e, a partir de casa. Marcelo Rebelo de Sousa diz que 2018 tem de ser o ano da reinvenção, para que os portugueses possam voltar a confiar na segurança, não podendo o Estado falhar nas missões essenciais.

    Marcelo Rebelo de Sousa defendeu hoje que 2018 terá de ser o “ano da reinvenção” da confiança, advertindo que os portugueses precisam de ter a certeza de que, “nos momentos críticos, as missões essenciais do Estado não falham”.

    Na tradicional mensagem de Ano Novo, este ano transmitida em direto a partir da sua casa, em Cascais, Marcelo Rebelo de Sousa elegeu a palavra “reinvenção” como a “palavra de ordem” de 2018, depois de um ano “estranho e contraditório”, marcado “sobretudo pelas tragédias dos incêndios”.

    Depois de identificar as “reconfortantes alegrias” e as “profundas tristezas” que dominaram o ano de 2017, o chefe de Estado falou do “futuro”, exigindo que 2018 seja “o ano da reinvenção” que “é mais do que mera reconstrução material e espiritual”.

    “Reinvenção da confiança dos portugueses na sua segurança, que é mais do que estabilidade governativa, finanças sãs, crescente emprego, rendimentos. É ter a certeza de que, nos momentos críticos, as missões essenciais do Estado não falham nem se isentam de responsabilidades”, exigiu.