Três detidos e três polícias feridos no assalto à carrinha de valores

    Queluz de Baixo | Concelho de Oeiras

    Três suspeitos detidos, dois deles feridos, um com gravidade, e três polícias feridos, é o resultado de uma perseguição policial após um assalto a uma carrinha de valores, esta tarde, em Queluz de Baixo.

    Fonte oficial da Direção Nacional da PSP explicou à agência Lusa que estiveram envolvidos no assalto apenas três homens, dois deles atingidos por disparos dos agentes policiais durante a perseguição, os quais foram transportados para o hospital, um deles “com ferimentos com gravidade”.

    O Instituto Nacional de Emergência Médica deu conta de “dois feridos graves”, transportados para os hospitais São Francisco Xavier, em Lisboa, e Amadora-Sintra.

    Fonte do Hospital Amadora-Sintra disse à Lusa que um dos homens, de 29 anos, foi baleado na barriga e no joelho, encontrando-se “orientado” e acompanhado por elementos da Polícia Judiciária.

    O terceiro suspeito de envolvimento no assalto acabou também detido pela PSP. Todos eles, têm antecedentes criminais.

    “Na sequência do assalto, [os suspeitos] colocaram-se em fuga em viatura roubada e foram intercetados por agentes da PSP na zona de Queluz de Baixo, Oeiras. Aquando da detenção, à qual resistiram, houve necessidade de recurso a arma de fogo pela PSP. Na sequência da intervenção policial, registaram-se cinco feridos, três dos quais polícias, sendo todos encaminhados para tratamento hospitalar. Foi apreendido o produto do roubo e uma arma de fogo”, relata a Direção Nacional da PSP, em comunicado entretanto divulgado.

    No momento em que a viatura dos três suspeitos foi intercetada em Queluz de Baixo, concelho de Oeiras, os homens abalroaram a viatura policial, provocando ferimentos em três polícias, que tiveram de ser levados para o hospital.

    Os três homens terão assaltado uma carrinha de valores na zona de Carnide, em Lisboa, um pouco antes das 15h00, com recurso a uma arma de fogo (revólver), tendo agredido um dos seguranças da carrinha de valores “a soco e pontapé, provocando-lhe diversos ferimentos”, segundo a polícia.

    De seguida, conta a Direção Nacional da PSP, colocaram-se em fuga até serem intercetados pela polícia, que apreendeu a arma utilizada no assalto e recuperou o dinheiro roubado.

    “Salienta-se que os indícios recolhidos em sede de investigação realizada pela PSP e tutelada pelo Ministério Público apontam para que grupo detido seja o eventual responsável por assaltos a ATMs (caixas multibanco), carrinhas de transporte de valores e estações dos CTT (correios)”, sublinha a Direção Nacional da PSP.

    (Notícia atualizada. A informação inicial dava conta de um morto, mas as autoridades não confirmaram)