“Ronaldo é um estupor moral, não pode ser exemplo para ninguém”

Entrevista ao jornal “Expresso” do médico, Gentil Martins

O médico António Gentil Martins, um dos mais conceituados cirurgiões portugueses, considerou hoje Cristiano Ronaldo “um estupor moral, que não pode ser exemplo para ninguém”, pelo facto de privar os filhos da companhia das mães biológicas.

Em entrevista ao jornal “Expresso”, Gentil Martins, 87 anos, considera a opção de Ronaldo “degradante e uma tristeza”.

“O Ronaldo é um excelente atleta, tem imenso mérito, mas é um estupor moral, não pode ser exemplo para ninguém. Toda a criança tem direito a ter mãe”, afirma o cirurgião, responsável em 1978 pela primeira operação de separação de gémeos siameses em Portugal.

Para saber mais clique aqui: www.n-tv.pt

Nuno Azinheira