Recusado pedido do Amadora-Sintra para desviar doentes não urgentes

O hospital viu ser recusada a opção de desviar doentes não urgentes porque todos os hospitais estão a acusar pressão numa altura em que os números da Covid-19 continuam em alta.

Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca (HFF), também conhecido por Hospital Amadora-Sintra | Foto: arquivo

O Hospital dr. Fernando da Fonseca (HFF), também conhecido por Amadora-Sintra, pretendia desviar para outros hospitais utentes não urgentes, mas o Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) não autorizou essa operação.

Fonte oficial do Hospital explicou à Rádio Observador que “o pedido foi recusado porque todos os hospitais estão a acusar pressão numa altura em que os números de casos de Covid-19 estão a disparar, o que está a ter efeitos na resposta de outros serviços”.

Segundo o Observador, cerca de 65% dos utentes que estavam ontem à noite na urgência tinham pulseiras verdes e azuis. Sem poderem ser desviados para outras unidades de saúde, o Hospital Fernando Fonseca avisa para tempos de espera complexos.