“Entramos numa fase de crescimento exponencial da epidemia”

CORONAVÍRUS | O "isolamento é uma prática para ser levada a sério", sublinha Marta Temido, ministra da Saúde, acrescentando que as próximas semanas serão "duras".

Marta Temido, ministra da Saúde | Foto: arquivo

A ministra da Saúde informou este sábado que Portugal está a entrar na “fase de crescimento exponencial da epidemia”, mas realça que as medidas adotadas pelo Governo podem mitigar surto de Covid-19.

“É muito importante o comportamento individual porque a curva epidémica pode aumentar”, explica Marta Temido. “Sabemos que estamos na curva ascendente, não sabemos quanto tempo é que esse movimento ascendente vai durar, mas sabemos uma coisa, esse aumento depende do nosso comportamento”, sublinhou a ministra.

Marta Temido explicou que neste momento os casos que estão a chegar já não são todos encaminhados pela Linha de SNS24, havendo já alguns que estão a entrar pelas urgências. Por isso, neste momento, os casos começarão a ser avaliados ficando em cuidado hospitalar as situações que assim o exigirem. As que se manifestarem de forma ligeira serão tratadas no domicílio.

“Estamos a entrar numa fase em que muitos doentes vão passar a ser tratados em casa”, adiantando que na próxima semana, todos os hospitais vão passar a receber doentes com Covid-19 e mesmo os centros de saúde vão ser ativados.

A ministra adiantou ainda que o Instituto Nacional da Farmácia e do Medicamento emitiu um documento que garante o atendimento nas farmácias através de postigos. Também as prescrições a doentes crónicos vão ser alargadas para um maior período de tempo.

Temido adiantou ainda que haverá escolas abertas para filhos de profissionais de saúde e segurança e o reforço de máscaras para os profissionais de saúde ainda durante este fim de semana.

[atualizada, 19h24]

Sublinhe-se, a pandemia de Covid-19 já causou mais de 145 mil contágios em todo o mundo, incluindo 169 em Portugal. Mais de 5 mil pessoas morreram, enquanto mais de 71 mil conseguiram recuperar.