Palácio Nacional de Queluz com novo circuito de visita

Desde segunda-feira, o percurso de visita do monumento passa a começar na loja, fazendo uso de uma porta que esteve fechada e ocultada nas últimas décadas.

Sala do Trono, no Palácio Nacional de Queluz | Foto: PSML - Wilson Pereira

O início do ano 2020 traz novidades ao Palácio Nacional de Queluz, que alterou o percurso de visita do monumento que passa a começar na loja, fazendo uso de uma porta que esteve fechada e ocultada nas últimas décadas.

Segundo a Parques de Sintra, a intervenção agora concluída vai proporcionar aos visitantes “uma melhor leitura da sucessão de salas do corpo oriental do edifício”. Por outro lado, “vai tornar a entrada na Sala do Trono mais impactante e mais próxima da abordagem que os convidados do palácio tinham durante a época da sua vivência real”.

A Sala do Trono, também chamada Casa Grande, é a maior das três salas de aparato do Palácio Nacional de Queluz. A sua construção, da responsabilidade do arquiteto francês Jean-Baptiste Robillion, iniciou-se em 1768, quando o casamento de D. Pedro com a sobrinha, futura rainha D. Maria I, justificou a criação de um grande espaço destinado às audiências oficiais.

Nos meses de verão, altura em que D. Pedro e D. Maria aqui residiam, esta sala era utilizada para as grandes festas e receções.


Fotografia: PSML – Wilson Pereira