A obra literária “Livrai-me do mal” vence Prémio Ferreira de Castro

Obra literária, Livrai-me do Mal, de João Morgado, distinguida com o Prémio Ferreira de Castro de Ficção Narrativa 2019.

Livrai-me do Mal, de João Morgado, foi a obra literária distinguida com o Prémio Ferreira de Castro de Ficção Narrativa 2019

Livrai-me do Mal, de João Morgado, foi a obra literária distinguida com o Prémio Ferreira de Castro de Ficção Narrativa 2019, instituído pela Câmara de Sintra.

O júri constituído por Annabela Rita, em representação da Associação Portuguesa de Escritores, Miguel Real, pela Associação Portuguesa dos Críticos Literários, e Ricardo António Alves, designado pela Câmara Municipal de Sintra, decidiu por unanimidade e salientou a sensibilidade do tema, a inovação estilística e a qualidade da escrita evidenciadas pela obra.

Foi, ainda, atribuída uma menção honrosa ao original Dicionário Político e Sentimental, de Nuno de Figueiredo.

Prémio Literário Ferreira de Castro

Recorde-se, a autarquia de Sintra promover o Prémio Literário Ferreira de Castro, com o objetivo de estimular a criação literária, e simultâneamente homenagear o romancista e autor cosmopolita, que escolheu a vila para escrever uma significativa parte da obra e à qual legou o seu espólio e o seu corpo.

O Prémio destina-se a todos os autores nacionais, a cidadãos de países de língua oficial portuguesa, cidadãos comunitários, e ainda, a demais cidadãos estrangeiros com situação regularizada de permanência em Portugal.

As obras terão de estar escritas em português e ser inéditas.