Livre faz balanço positivo de reunião com PM e defende encontros “plurais e constantes”

    O porta-voz do grupo de contacto do Livre, Pedro Mendonça, fez hoje um balanço positivo da “primeira reunião” do partido com o primeiro-ministro, mas considerou que os encontros entre a esquerda devem ser “plurais e constantes”.

    O Livre foi o primeiro partido a ser recebido pelo primeiro-ministro, em São Bento, Lisboa, numa reunião em que o deputado único eleito pelo Livre, Rui Tavares, esteve à distância, por se encontrar em isolamento profilático.

    Pedro Mendonça, porta-voz do grupo de contacto (direção) do Livre, em declarações aos jornalistas, referiu que esta foi “uma boa primeira reunião” mas, “mais do que reuniões entre partidos e o governo, e neste caso o PS, para o Livre a convergência tem que ser mais alargada”.

    “Uma das coisas que também falámos lá dentro trata-se de um novo modelo de desenvolvimento para o país, que junte contribuições, além do governo, além do Livre, dos outros partidos de esquerda e dos partidos ecologistas e progressistas. Achamos que essa pluralidade da esquerda e da ecologia é essencial para fazer um bom plano para um novo modelo de desenvolvimento”, sustentou.