PS ganha legislativas e pode chegar à maioria absoluta

António Costa | Foto: Miguel Lopes / Lusa

As primeiras sondagens das televisões são uma vitória ao PS e que poderá inclusive alcançar a maioria absoluta. O PSD aparece em segundo lugar. O Chega deverá ser o terceiro partido mais votado. O PAN e o CDS podem não eleger deputados.

Este poderá ser o pior resultado de sempre do CDS a quem estas sondagens dão no máximo dois deputados eleitos. Em 1987, naquele que era o registo mais fraco dos centristas, até agora, haviam eleito quatro deputados.

Na projeção da Universidade Católica para a RTP, o PS no limiar máximo da projeção pode chegar aos 116 deputados, ou seja, à maioria absoluta. Esta sondagem à boca das urnas dá aos socialistas um resultado entre os 37% e os 42%.

Na mesma sondagem, o PSD aparece com 30-35%, ou seja, pode eleger entre 84-94 deputados.

O Chega de André Ventura afirma-se como terceira força política, e pode ter uma bancada entre os sete e os 13 deputados, correspondente a uma votação que vai desde os 5 aos 8%.

A Iniciativa Liberal é o partido que se segue com 4 a 7%, e pode eleger entre cinco e nove deputados.

Os partidos de esquerda caem nestas eleições, o Bloco terá entre 3 a 6%, e pode eleger entre três e sete deputados. A CDU tem um resultado semelhante entre 3 e 5%, e poderá ter entre três e sete mandatos.

Na mesma projeção da Católica, o PAN e CDS podem não eleger deputados, mas se atingirem o limiar máximo da sondagem podem ter dois deputados na próxima Assembleia da República.

O Livre com uma votação entre 1 a 3% podem ter na AR entre um a dois deputados.