Catarina Martins assume derrota

Catarina Martins

A coordenadora nacional do Bloco de Esquerda reconheceu, esta noite, a derrota e atribui-a à “estratégia” do PS de criar uma “crise artificial para ter maioria absoluta” que, “ao que tudo indica, foi bem sucedida”.

“Foi uma campanha muito difícil, com uma bipolarização falsa e uma enorme pressão sobre o voto útil que penalizou os partidos à esquerda”, afirmou.

Para Catarina Martins, este é um “dia difícil” e é claramente um “mau resultado” para o BE.

Questionada sobre se estará disponível para negociar com António Costa a partir desta segunda-feira, a coordenadora do BE respondeu apenas: “O Bloco nunca faltará ao seu mandato e à sua palavra, mas, ao que tudo indica, o PS terá maioria absoluta.”

Catarina Martins comentou ainda a subida do Chega nestas eleições, o que considerou “um mau resultado”, pela subida da extrema-direita.