Conferência proferida por Lívio de Morais, “Reflexões sobre o Património da Humanidade” | Imagem: arquivo

A exposição divide-se em dois núcleos, o primeiro apresenta pequenos formatos do autor através da pintura, escultura, desenho, fotografia objetos da natureza, e o Núcleo II é composto de autorretratos de artistas na história.

Segundo o artista toda a arte, nasce de surpresas: sonhos, imaginações, coisas da natureza, circunstâncias, notícias boas ou más, vivências, e tudo que povoa o mundo visível e invisível, material e imaterial e, até, espiritual.

A exposição poderá ser visitada de 2ª a 6ª feira, das 10h00 às 20h00 (sábados, domingos e feriados está encerrado) cumprindo-se as normas de segurança da Direção-Geral da Saúde.

Casa da Cultura Lívio de Morais
Av.ª 25 de abril – Largo da Igreja
2735-400 Agualva Cacém