Morreu o ator Cândido Ferreira

    Morreu o ator Cândido Ferreira, vítima de cancro.

    Cândido Ferreira, começou a atividade em 1971, no Teatro Operário de Paris. Três anos mais tarde, já em Portugal, foi um dos membros fundadores de O Bando, grupo que dirigiu e onde trabalhou durante 12 anos como ator, dramaturgo, encenador e produtor.

    Passou, ainda, por várias outras companhias, colaborando com o Teatro Experimental do Porto (TEP), Teatro da Cornucópia, Companhia de Teatro de Sintra, Escola da Noite, e regressando pontualmente ao Bando.

    Como ator foi-lhe atribuído o Prémio Garrett interpretação masculina em 1988. Como encenador dirigiu, entre outros, os espectáculos “Flores de Estufa” de Nuno Júdice e “A Pandilha” de sua autoria.

    No cinema participou em filmes de Manoel de Oliveira, Joaquim Leitão, Joaquim Sapinho, Luís Galvão Teles, Eduardo Guedes, Ivo Ferreira, Luís Filipe Rocha, Raquel Freire, Ruy Guerra e Luís Álvaro Morais. Mais recentemente, Cândido Ferreira participou no filme “A Herdade”, de Tiago Guedes, e “Cartas da Guerra”, do filho Ivo Ferreira.

    Presença assídua na televisão, participou em várias séries e novelas.

    Fotografia: Grupo de Teatro O Bando