CP assina contrato para compra de 22 novos comboios

O Governo autorizou em outubro do ano passado a CP a gastar 168,2 milhões de euros em 22 novos comboios, segundo uma resolução do Conselho de Ministros publicada em Diário da República.

Greve de 24 horas na CP | Foto: arquivo

ACP – Comboios de Portugal celebrou esta quarta-feira um contrato para a compra de 22 comboios por um total de 158 milhões de euros, depois de o tribunal ter levantado o efeito suspensivo de um processo que impugnava o concurso.

Em comunicado, a operadora indicou que “celebrou esta quarta-feira o contrato para a aquisição de 22 novos comboios, do modelo FLIRT, à Stadler, num investimento da ordem dos 158 milhões de euros”.

Recorde-se, esta adjudicação resultou “do concurso público internacional para a compra de material circulante, que a CP lançou em 2019” no âmbito do qual a proposta dos suíços da Stadler “se qualificou como a mais favorável, nomeadamente, nos critérios de preço e qualidade técnica”, lê-se na mesma nota.

A CP garantiu que “este reforço do parque de material circulante permitirá incrementar a capacidade de resposta da CP às necessidades de mobilidade das populações, nomeadamente nos serviços regionais, assegurando a transição para a eletrificação plena da infraestrutura ferroviária”.

A transportadora recordou que “o contrato inclui o fornecimento de doze Unidades Automotoras Bimodo e dez Unidades Automotoras Elétricas e respetivas peças, bem como a prestação de serviços de manutenção, preventiva e corretiva, por um período mínimo de três anos, acompanhada de serviços de formação”.

A CP prevê que a entrega da primeira unidade aconteça no final de 2024, sendo que o processo ainda terá de passar pelo Tribunal de Contas.

Fotografia: Sintra Notícias / arquivo