Concerto de homenagem a Marquesa de Cadaval em Sintra

O Centro Cultural Olga Cadaval, em Sintra promove o tradicional concerto de homenagem à Marquesa de Cadaval, esta sexta-feira, dia 17 de janeiro pelas 21h30, com entrada gratuita.

Olga do Cadaval, viveu na Quinta da Piedade, em Colares, em Sintra

O Centro Cultural Olga Cadaval, em Sintra promove o tradicional concerto de homenagem à Marquesa de Cadaval, esta sexta-feira, dia 17 de janeiro pelas 21h30, espectáculo com entrada gratuita, mediante levantamento do convite na bilheteira.

Numa era marcada por uma evidente agitação, é deslumbrante podermos assistir ao desempenho de uma excecional pianista, Jill Lawson num concerto a solo, entregue a um instrumento de recursos quase ilimitados.

A 17 de Janeiro de 1900, nascia em Torino, Itália, Olga Maria Nicolis di Robilant Álvares Pereira de Melo.

Viveu em Florença e em Veneza e foi voluntária da Cruz Vermelha, tendo servido como enfermeira radiologista na Primeira Guerra Mundial.

Foi nessa altura que conheceu uma portuguesa que lhe apresentou D. António Caetano Álvares Pereira de Melo (1894-1939), marquês de Cadaval, com quem casaria em Julho de 1926, em Veneza.

Em 1929, o casal vem viver para a Quinta da Piedade, em Colares. Olga de Cadaval era uma mulher de excepcionais qualidades humanas e artísticas.

Sintra, terra que muito amou e onde viveu grande parte da sua vida, soube homenagear esta grande mecenas, atribuindo o seu nome ao Centro Cultural Olga de Cadaval, onde esta sexta-feira tem lugar um Concerto de Homenagem à Marquesa do Cadaval.

Numa homenagem a Haydn, Schumman, Liszt, Bartók e Gernando Lopes Graça, a pianista Jill Lawson busca afinidades entre estes compositores, evidenciando os elementos comuns da sua expressão romântica e expressionista.

Numa performance intimista, Jill Lawson leva-nos para um outro plano, transformando o reportório destes compositores num universo de experiências humanas e sensitivas.

Ouvir Jill Lawson é viajar pelo romantismo e originalidade de Haydn e pelo charme e excentricidade de Schumann.

A revisitação vigorosa do Inferno de Dante através de Liszt motivará sensações intensas e profundas.

Seguidamente, a obra de Bela Bartók será visitada através da homenagem feita por Fernando Lopes-Graça, um dos maiores e mais visionários compositores portugueses. O recital terminará precisamente com Bartok – a ser apresentado singularmente e em nome próprio.

Pianista, Jill Lawson num concerto a solo, de homenagem à Marquesa Olga Cadaval, em Sintra

O recital de Jill Lawson, através de uma virtuosa execução, percorrerá assim várias matrizes da composição erudita, numa homenagem fulgurante ao fecundo repertório de compositores de sedutora beleza.

Ficha técnica: Jill Lawson
Classificação etária: > 6
Duração aproximada: 80 minutos (sem intervalo)
Informação: lotação limitado aos lugares disponível, levantamento máximo de 2 convites por pessoa.