Rio sem maioria encontra-se com Montenegro o mais votado em Sintra

Os militantes do Partido Social-Democrata vão ser novamente chamados às urnas, no dia 18 de janeiro, para decidir entre Rui Rio e Luís Montenegro.

Os militantes do PSD vão ser novamente chamados às urnas, no dia 18 de janeiro, para escolher o líder do partido

Rui Rio venceu mas sem maioria absoluta, o que significa que os militantes do Partido Social-Democrata vão ser novamente chamados às urnas, no dia 18 de janeiro.

O atual presidente do PSD e o ex-líder parlamentar, Luís Montenegro, vão disputar uma segunda volta na corrida à liderança do partido. Numa situação inédita na estrutura social-democrata, o ex-presidente da Câmara do Porto falhou a vitória, este sábado, por uma questão de décimas, e a eleição interna prolonga-se.

No total nacional, Rui Rio conquistou 49,44% (15301 votos), Luís Montenegro alcançou 41,26% (12767 votos) e Miguel Pinto Luz arrecadou 9,3% (2878 votos). Dos 40604 militantes aptos a votar, apenas 31306 é que foram às urnas. As eleições contaram com 219 votos em branco e 141 nulos. 

No concelho de Sintra, Luís Montenegro foi o candidato mais votado, reunindo 186 votos. Rui Rio foi segundo, com 86 votos e Miguel Pinto Luz, obteve 63 votos.

Dos 475 militantes inscritos na concelhia de Sintra do PSD, 338 votaram, registando-se 3 votos em branco.

Recorde-se, estas foram as nonas eleições diretas no PSD, sendo que é a primeira vez que os sociais-democratas seguem para uma segunda volta, apesar de a regra ter sido inscrita nos estatutos há oito anos.