Imagem | RTP1

A Seleção Nacional de futebol faz história, depois de vencer a Holanda (1-0) na final da Liga das Nações, no Estádio do Dragão, no Porto.

Um golo de Gonçalo Guedes permitiu hoje à seleção conquistar a primeira edição da Liga das Nações. O jogador do Valência, que substituiu no ‘onze’ João Félix em relação às meias-finais, resolveu o encontro aos 60 minutos, com um remate à entrada da área, após um passe de Bernardo Silva.

Um golo bastou para dar a tal alegria que Fernando Santos falava na antevisão da final da Liga das Nações. “Queremos dar uma alegria ao povo português”, disse o selecionador.

O desejo cumpriu-se e a Seleção, depois da festa no Dragão, desloca-se à Avenida dos Aliados, no centro do Porto, para mostrar a Taça aos adeptos. 

Bernardo Silva foi considerado o melhor jogador da primeira edição da Liga das Nações de futebol, enquanto Frenkie de Jong recebeu o prémio de melhor jovem.

Cristiano Ronaldo ser consagrado como o melhor marcador da fase final, com três golos, e Rúben Dias eleito o homem do jogo da final.

Este é o segundo título oficial da equipa das quinas no escalão sénior, depois do Campeonato da Europa de 2016, em que Portugal bateu a anfitriã França por 1-0, em Paris.