FPF lança Portugal Football School

FPF apresentou o seu projeto de formação de dirigentes, treinadores, árbitros, jogadores, profissionais de saúde, jornalistas e família

A Portugal Football School é o maior projeto educativo já alguma vez lançado no futebol português | Imagem: FPF

A Federação Portuguesa de Futebol apresentou, esta terça-feira, 18 de abril, na Cidade do Futebol, a Portugal Football School, um projeto de Ciência e Ensino Superior dedicado à formação contínua de dirigentes, treinadores, árbitros, jogadores, profissionais de saúde, media ou famílias.

Durante a cerimónia de apresentação foi igualmente assinado um memorando de entendimento e cooperação entre a FPF e o Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas.

Na presença do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, e do Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, e do Presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas, António M. Cunha, o Presidente da FPF, Fernando Gomes, lembrou que a constituição deste projeto universitário era uma promessa por cumprir.

“No programa eleitoral, apresentado em maio de 2016, a Medida 43 era esta: fazer nascer a Portugal Football School, uma estrutura que seja considerada um centro de excelência e que concentre a oferta formativa adequada às necessidades dos vários clubes e dos vários sócios da FPF (…). Igualmente visávamos, cito de novo, “estabelecer parcerias com Instituições de Ensino Superior, com o intuito de obter certificação formativa” ou que “apostaríamos nas áreas de formação de treinadores, árbitros, jogadores, dirigentes desportivos, saúde e performance, sócios ordinários, instalações desportivas, futebol e sociedade”, explicou o líder federativo.

Na cerimónia, Fernando Gomes deixou ainda um elogio alargado à Unidade de Investigação e Desenvolvimento da FPF, responsável pela gestão da Portugal Football School e já certificada pela Fundação de Ciência e Tecnologia:

“Mais do que gestora de projetos individuais a Unidade de Investigação e Desenvolvimento da FPF será sempre uma espaço de excelência ao serviço das Instituições do Ensino Superior interessadas na realização de investigação científica no âmbito do Desporto e particularmente do Futebol. Será sempre um espaço aberto, de cooperação, onde a Escola e a Universidade poderão interagir com a família do futebol na identificação de problemas, na discussão aberta e na apresentação de soluções”, sintetizou.

O Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, por sua vez, saudou a FPF pela sua iniciativa formativa e sublinhou a necessidade de aprofundar o conhecimento científico na área do futebol. O responsável político demonstrou igualmente vontade de extender a parceria celebrada com o Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas.

Qualquer informação sobre o novo projeto poderá ser solicitada aqui.