Vigilância reforçada contra incêndios na Serra de Sintra

Serra de Sintra | Foto: Sérgio Santos/FBDL - arquivo

O Município de Sintra celebrou protocolos com diversas entidades para reforçar e garantir os meios e recursos necessários para a defesa da floresta e da Serra de Sintra, contra incêndios.

Os protocolos estabelecidos inserem-se no Sistema de Proteção Civil, Sistema de Gestão Integrada de Fogos Rurais e no Dispositivo Especial de Combate aos Incêndios Rurais e foram celebrados com a Parques de Sintra-Monte da Lua, Exército Português, Guarda Nacional Republicana e as Associações Humanitárias de Bombeiros Voluntários de Almoçageme, Colares, São Pedro de Sintra e Sintra. 

O contrato de colaboração assinado entre a autarquia, a Parques de Sintra – Monte da Lua e o Exército Português permitirá que os intervenientes integrem, em conjunto, um dispositivo operacional que contará com a colaboração diferenciada de cada um. Esta missão traduz-se na vigilância realizada pelo Exército Português e no apoio logístico da Câmara de Sintra e da Parques de Sintra – Monte da Lua.

O protocolo de colaboração celebrado entre a autarquia, a Parques de Sintra – Monte da Lua e as Associações Humanitárias de Bombeiros Voluntários de Almoçageme, Colares, São Pedro de Sintra e Sintra, visa a criação de um Sistema de Comando de Prevenção, que assegurará a defesa do património natural da Serra de Sintra, até 5 de novembro.

Este Sistema de Comando de Prevenção será articulado com as Unidades do Exército Português que efetuam a vigilância e patrulhamento da Serra de Sintra e a Equipa de Sapadores Florestais.

Por sua vez, o protocolo celebrado com a Guarda Nacional Republicana prevê dar continuidade à vigilância nos postos de vigia da Rede Nacional de Postos de Vigia.   Os Postos de Vigia, situados na Pedra Amarela, Nafarros e Alcoitão, permitem efetuar a vigilância de parte muito significativa da Serra de Sintra, que integra o Parque Natural Sintra-Cascais e a zona classificada como Paisagem Cultural da Humanidade pela UNESCO.