Carris Metropolitana reforça oferta a sul do Tejo, muda ligações a Lisboa

A Carris Metropolitana vai aumentar a oferta de autocarros a partir de segunda-feira, com cinco novas linhas nos concelhos de Almada, Seixal e Sesimbra, no distrito de Setúbal, das quais duas vão até Lisboa.

Em comunicado, a empresa pública Transportes Metropolitanos de Lisboa (TML) destaca a criação da primeira linha “a ligar a zona ocidental de Lisboa e Oeiras com um município da margem sul”, através da carreira 3701 entre Almada e Algés.

Também com ligação à capital, surge a linha 3705, entre a Charneca da Caparica, no concelho de Almada, e o terminal de Sete Rios.

Além destas ligações com o distrito de Lisboa, vai ser reforçada a oferta de autocarros dentro do distrito de Setúbal, com a criação da linha 3006 (circular da Aroeira), da linha 3505 (entre Paio Pires e o terminal fluvial de Cacilhas, num percurso semelhante da antiga carreira 108) e da linha 3540 (entre Alfarim e Meco e a estação de comboios de Coina).

A linha 3001, entre Almada (Cristo Rei) e o terminal de Cacilhas, passará a contar “com mais 20 circulações diárias”, informou ainda a TML.

Estas operações da Carris Metropolitana entram em vigor na segunda-feira.

Na nota, a TML indica que as linhas 3710 (a partir da Costa da Caparica) e 3703 (Parque Urbano de Almada) vão deixar de fazer o percurso até Sete Rios, passando a fazer ligação com o Areeiro, também em Lisboa, a partir de 30 de janeiro.

Os concelhos da Área Metropolitana de Lisboa (AML) na margem sul do Tejo têm, desde o verão de 2022, os serviços da Carris Metropolitana, marca que agregou os operadores privados de autocarros na AML.

Os Transportes Sul do Tejo (TST) exploram a “área 3” (Almada, Seixal e Sesimbra) e a Alsa Todi opera na “área 4” (Alcochete, Moita, Montijo, Palmela, Barreiro e Setúbal).