Falta de médicos no Centro de Saúde de Algueirão-Mem Martins

A Comissão de Utentes de Saúde de Algueirão-Mem Martins (CUSAMM), concelho de Sintra, concentram-se na sexta-feira no novo centro de saúde da freguesia, para exigir a contratação de mais médicos, enfermeiros, técnicos e administrativos.

Em comunicado, a CUSAMM informou que, no decorrer da ação de protesto, irá entregar um abaixo-assinado com mais de 2.400 assinaturas à coordenação da unidade de saúde.

A comissão de utentes critica a falta de médicos de família, de enfermeiros, de técnicos e de administrativos, e denuncia o tempo de espera para aceder a consultas médicas, muitas vezes em condições “indignas”.

A CUSAMM criou uma petição ‘online’, que irá ser entregue no Ministério da Saúde, que conta com 947 assinaturas, onde se lê que a saúde é um direito consagrado na Constituição Portuguesa que os utentes da freguesia de Algueirão Mem Martins não têm acesso a esse direito

Na petição da CUSAMM, lê-se ainda que o centro de saúde dispõe de sete médicos de família e que 70% dos utentes não têm acesso a este recurso.

A ação de protesto, na sexta-feira, irá ter início às 7h30 junto às instalações novo Centro de Saúde de Algueirão-Mem Martins.

Recorde-se, o Centro de Saúde de Algueirão-Mem Martins, inaugurado em 25 de abril de 2021, tem mais de 43 mil utentes inscritos e representou um investimento na ordem dos quatro milhões de euros, valor suportado pela Câmara Municipal de Sintra na construção do equipamento.