Apoio ao cabaz alimentar alargado a todas as famílias que recebem prestações sociais

A ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva | Foto: Manuel de Almeida / Lusa

O Governo anunciou esta segunda-feira o alargamento do apoio ao cabaz alimentar, de 60 euros mensais, a todas as famílias titulares de prestações sociais, face ao atual regime que abrangia apenas as que tinham tarifa social de eletricidade.

Em conferência de imprensa, a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, explicou que o Governo iria avançar para um “alargamento do universo de beneficiários face ao definido” das medidas de apoio ao preço do cabaz alimentar a todas as famílias titulares de prestações sociais mínimas.

Questionada sobre a margem para ajustamento do valor, a governante disse que “estará sujeito a avaliação conforme a situação evoluir. Quando aprovámos dissemos que depois faríamos uma avaliação”, frisou.

Mariana Vieira da Silva precisou que em abril será pago o apoio que já estava decidido e que o alargamento ocorrerá no mês seguinte.

Perante os efeitos da inflação, Mariana Vieira da Silva diz ser “imperioso atuar” para proteger as famílias e as empresas.

“No mesmo dia em que entrou em plenas funções, o Governo aprovou um novo pacote de medidas direcionadas à contenção dos aumentos dos preços dos bens energéticos e agroalimentares”, afirmou a ministra da Presidência.

As 18 medidas anunciadas pelo Governo centram-se em quatro eixos: contenção dos preços da energia, apoios à produção, apoios às famílias e aceleração da transição energética.