Explosão em prédio na Amadora

Explosão em prédio na Amadora / Imagem: Facebook

A explosão violente ocorrida hoje num prédio de habitação no Casal de São Brás, Amadora, provocou 15 feridos, incluindo seis bombeiros, um dos quais em estado grave, disse o comandante operacional distrital de Lisboa, Hugo Santos.

O incidente ocorreu no último andar do prédio, [foto] na Rua José Maria Pereira e feriu 15 pessoas.

Há seis bombeiros feridos, um deles em estado considerado “grave”, ao ser projetado de um sexto para o segunda andar, na sequencia da explosão num apartamento, onde se deu o incidente, sendo transportado para o Hospital São Francisco Xavier, em Lisboa. De acordo com os bombeiros, este encontra-se na caixa do elevador quando foi projetado.

Foi ainda assistido no local um outro bombeiro que não precisou de ser transportado para uma unidade hospitalar, segundo o INEM.

Para assistência aos feridos, indicou, foram mobilizadas para o local duas viaturas médicas de emergência e reanimação (VMER), 10 ambulâncias do INEM, bombeiros, Cruz Vermelha e uma unidade móvel intervenção psicológica de emergência.

As autoridades estão a aferir a totalidade das pessoas que se encontravam no edifício, já que algumas saíram sozinhas e outras foram retiradas pelas forças de socorro.

“Estamos a fazer a avaliação final para ver se não está mais ninguém no prédio”, indicou o comandante operacional distrital de Lisboa, Hugo Santos, referindo que o prédio tem “danos graves”.

Bombeiros alertados para fuga de gás

Os Bombeiros da Amadora responderam a uma chamada relativa a uma fuga de gás num edifício de oito andares e, quando já estavam no local, ocorreu a explosão.

“Tratou-se de uma explosão de alguma dimensão, com danos materiais e também feridos”, disse à Lusa o comandante da Proteção Civil da Amadora, Luís Carvalho, precisando que o incidente ocorreu na Rua José Maria Pereira, número 7.

“Foram também retiradas as pessoas do prédio e dos prédios adjacentes”, acrescentou o responsável. “Ocorreu uma explosão derivada de uma fuga de gás num prédio habitacional”.

O alerta foi dado pelas 10h53 e no local estiveram mais de 52 operacionais, apoiados por 19 viaturas, de várias corporações de Bombeiros, entre as quais de Algueirão-Mem Martins.

Imagens: Noémia Santos / facebook
[atualizada, às 13h47]