Encontrada morta na prisão jovem condenada por homicídio no Algarve

Maria Malveiro | Foto: facebook

A jovem Maria Malveiro, uma das mulheres acusadas do homicídio de um homem no Algarve e condenada em abril a uma pena de 25 anos de prisão, foi encontrada morta na prisão de Tires, no concelho de Cascais.

O advogado de Maria Malveiro confirmou à SIC que a cliente foi encontrada morta na cela.

Recorde-se, em abril, o tribunal considerou que Maria Malveiro foi a autora de um crime de homicídio qualificado, pelo qual foi condenada a 23 anos de prisão; um crime em coautoria de profanação de cadáver (dois anos); um crime de furto (dois anos); dois crimes de acesso ilegítimo (20 meses, dez meses por cada um dos crimes); um crime de burla informática e de comunicações na forma continuada (dois anos); um crime de uso e furto de veículo (um ano); e um crime de detenção de arma proibida (dois anos).

O coletivo entendeu que a morte de Diogo Gonçalves, provocada por asfixia, resultou de um plano delineado pelas arguidas – Maria Malveiro e Mariana Fonseca – para se apoderarem do dinheiro que a vítima recebera de indemnização pela morte da mãe, atropelada em 2016, na zona de Albufeira.

Notícia completa na SIC