Arcebispo sul-africano e Nobel da Paz Desmond Tutu morre aos 90

Imagem: Cyril Ramaphosa/ President of the Republic of South Africa

Desmond Tutu, arcebispo emérito sul-africano e vencedor do Prémio Nobel da Paz de 1984 pelo seu ativismo contra o regime de segregação racista do Apartheid, morreu hoje aos 90 anos, anunciou o Presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa.

Desmond Tutu, que ganhou destaque como ativista dos direitos humanos, foi diagnosticado com cancro de próstata no final da década de 1990 e foi hospitalizado várias vezes nos últimos anos para tratar infecções associadas ao tratamento.

O presidente sul africano fala de um líder ímpar e de um novo capítulo de luto com a perda de mais um dos notáveis que teve uma contribuição decisiva para a libertação do país.
“A morte do arcebispo emérito Desmond Tutu é um novo capítulo de luto na despedida da nossa nação a uma geração de sul-africanos excecionais que nos legaram uma África do sul liberta”, acrescentou o presidente.

https://twitter.com/CyrilRamaphosa/status/1475007061293420550

Imagem: Cyril Ramaphosa/ President of the Republic of South Africa