Fernando Santos, selecionar Nacional | Foto: FPF - arquivo

O selecionador português de futebol, Fernando Santos, afirmou hoje que a partida com a República da Irlanda é “fundamental” na caminhada para o Mundial2022 e reforçou que Portugal quer ultrapassar as duas últimas “finais” rumo ao Qatar.

“Há uns meses, disse que Portugal tinha cinco finais. Vencemos três, temos mais duas e queremos vencê-las, para estar na fase final do Campeonato do Mundo. Na quinta-feira, temos uma final. O jogo com a Irlanda é fundamental”, afirmou, em conferência de imprensa, após divulgar os convocados para os duelos com os irlandeses e a Sérvia, os derradeiros no grupo A de qualificação.

Embora Portugal assegure o primeiro lugar do grupo e a qualificação direta para o Mundial2022 caso empate estas duas últimas partidas, nem esse cenário deixa Fernando Santos mais tranquilo.

“Este jogo com a Irlanda é mesmo uma final. Temos de a ganhar. Não há margem de erro. Há que ganhar na Irlanda e depois ganhar à Sérvia. O que me deixa tranquilo são os jogadores que convoquei e que vão responder muito bem a estas duas finais”, vincou.

O selecionador nacional fez questão de recordar as dificuldades que os irlandeses criaram a Portugal em setembro, no Estádio Algarve, num encontro em que a formação lusa venceu por 2-1, graças à reviravolta assente no ‘bis’ de Cristiano Ronaldo, aos 89 e 90+6 minutos.

“Na Irlanda, vamos encontrar uma equipa muito aguerrida e forte perante o seu público. Em Portugal, mostrou que trabalha muito e tira partido das bolas aéreas e das transições”, analisou.

Com duas partidas para disputar, Portugal ocupa o segundo lugar do grupo A de apuramento, com 16 pontos, menos um ponto do que a líder Sérvia, que, ainda assim, tem mais um encontro disputado, pelo que à equipa das ‘quinas’ basta um empate com os irlandeses, em 11 de novembro, em Dublin, para ficar a necessitar apenas de nova igualdade no embate decisivo com os sérvios, agendado para dia 14, no Estádio da Luz.

Portugueses e sérvios são os únicos com possibilidades de se apurarem para a fase final, tendo em conta que Luxemburgo (seis pontos), República da Irlanda (cinco) e Azerbaijão (um) já estão matematicamente afastados.

A fase de grupos da qualificação europeia para o Mundial2022 termina este mês e o vencedor de cada um dos 10 grupos apura-se diretamente para a fase final, enquanto os segundos classificados vão disputar os ‘play-off’ de apuramento, aos quais se juntarão dois vencedores de grupos da Liga das Nações que não consigam qualificar-se diretamente para a fase final ou para os ‘play-off’.

Destas 12 equipas presentes nos ‘play-off’, que serão disputados em março de 2022, sairão os últimos três representantes europeus no próximo Campeonato do Mundo, que vai decorrer no Qatar, entre 21 de novembro e 18 de dezembro de 2022.

Eis a lista de jogadores escolhidos
pelo Selecionador Nacional:

Guarda-redes – Anthony Lopes (Olympique Lyon), Diogo Costa (FC Porto) e Rui Patrício (AS Roma);

Defesas – João Cancelo (Manchester City), Nélson Semedo (Wolverhampton Wanderers FC), Diogo Dalot (Manchester United), Nuno Mendes (PSG), José Fonte (Lille OSC), Pepe (FC Porto) e Rúben Dias (Manchester City);

Médios – Danilo Pereira (PSG), João Palhinha (Sporting CP), Matheus Nunes (Sporting CP), William Carvalho (Real Betis), Rúben Neves (Wolverhampton Wanderers FC), Bruno Fernandes (Manchester United), João Mário (SL Benfica), Renato Sanches (Lille OSC) e João Moutinho (Wolverhampton Wanderers FC);

Avançados – Bernardo Silva (Manchester City), Rafa Silva (SL Benfica), João Félix (Atlético Madrid), André Silva (RB Leipzig), Cristiano Ronaldo (Manchester United), Diogo Jota (Liverpool FC) e Rafael Leão (AC Milan).

Sintra Notícias com Lusa