Marcelo promete apoio de Portugal a Guterres em novo mandato

António Guterres, secretário-Geral das Nações Unidas | Foto: NU

O Presidente da República prometeu hoje que Portugal continuará a apoiar as prioridades de António Guterres como secretário-geral da ONU no seu novo mandato que considerou que começa “cheio de esperança”.

“Vamos ajudar e estamos a ajudar, permanentemente, em tudo: No clima, nas migrações, no combate ao terrorismo, nas missões humanitárias”, declarou Marcelo Rebelo de Sousa aos jornalistas, em Nova Iorque, onde chegou no sábado e ficará até quarta-feira para participar na 76.ª sessão da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

O chefe de Estado, que hoje se vai reunir com António Guterres, defendeu que Portugal já tem estado “a ajudar, com um papel fundamental, dando até o exemplo, no financiamento das Nações Unidas, na disponibilidade para colaborar nas missões que vão surgindo”.

Segundo o Presidente da República, o encontro de hoje será “um encontro de esperança”, porque acontece no “começo de um novo mandato de cinco anos cheio de esperança quanto ao papel do secretário-geral e ao papel das Nações Unidas na construção de um mundo melhor”.

“É muito importante porque o secretário-geral acaba de ser reeleito, está a começar um novo mandato e tem as prioridades certas. É o homem certo no lugar certo no momento certo. E essas prioridades são todas apoiadas por Portugal”, acrescentou.

O segundo mandato de António Guterres como secretário-geral da ONU decorrerá do início de 2022 até ao fim de 2026.

Desde que Guterres iniciou o seu mandato à frente da ONU, em 01 de janeiro de 2017, Marcelo Rebelo de Sousa reiterou sucessivas vezes o apoio de Portugal à sua agenda de defesa do multilateralismo, do diálogo e do combate às alterações climáticas – em divergência com as posições do anterior Presidente norte-americano, Donald Trump, que iniciou funções na mesma altura, janeiro de 2017.