Trabalhadores da CP e da IP marcaram concentrações para dia 16

CP, Linha de Sintra

Os trabalhadores da CP – Comboios de Portugal e da Infraestruturas de Portugal (IP) vão fazer duas concentrações no dia 16 de setembro, em protesto contra o congelamento salarial e a desvalorização profissional, foi hoje divulgado por fonte sindical.

Segundo um comunicado da Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (FECTRANS), as organizações que representam os trabalhadores da CP e da IP reuniram-se na sexta-feira e decidiram promover “concentrações à porta da administração da CP e junto à residência oficial do primeiro-ministro, no próximo dia 16 de setembro, com início às 10 horas”.

“Esta ação, visa transmitir aos responsáveis das empresas, o protesto destes trabalhadores, face à manutenção do congelamento dos salários e desvalorização profissional”, diz o comunicado, que lembra a perda de poder de compra destes trabalhadores nos últimos anos e a falta de pessoal.

De acordo com os sindicatos, é “necessário a admissão de trabalhadores que estão em falta nas diversas carreiras e categorias profissionais, começando por se admitir aqueles que hoje já estão nas empresas com vínculos precários”.

As estruturas sindicais reivindicam ainda que na Infraestruturas de Portugal “se comecem a harmonizar as condições de trabalho entre os trabalhadores, cessando assim a discriminação existente”.

As concentrações foram marcadas pela Associação Sindical Chefias Intermédias Exploração Ferroviária, Associação Sindical Independente dos Ferroviários da Carreira Comercial, Comissão de Trabalhadores da CP, Comissão de Trabalhadores da IP, FECTRANS, Sindicato Nacional dos Trabalhadores do Setor Ferroviário, Sindicato Ferroviário da Revisão Comercial Itinerante, Sindicato Independente dos Trabalhadores Ferroviários, das Infraestruturas e Afins, Sindicato Independente Nacional dos Ferroviários e Sindicato Independente dos Operacionais Ferroviários e Afins.

Lusa