Incêndio de Castro Marim alastra e chega perto das localidades

Foto | arquivo

O incêndio que lavra na zona de Odeleite, Castro Marim, no Algarve, já passou para o concelho vizinho de Tavira e obrigou a retirar mais pessoas de casa, por prevenção, informou a Proteção Civil.

O incêndio de Castro Marim alastrou-se durante a tarde, tendo ultrapassado os 20km de perímetro. As chamas estão a aproximar-se da localidade de Tavira e Cacela e, segundo a Proteção Civil, várias casas já foram evacuadas. As autoridades aconselham a que os cidadãos permaneçam em casa e não circulem na região.

No teatro de operações estão mais de 350 bombeiros que, durante a tarde, contaram com o apoio de 10 meios aéreos. Com o anoitecer, os meios aéreos recolheram e cabe aos bombeiros a difícil tarefa de controlar as várias frentes ativas que já ultrapassam os 20km.

As autoridades apelam à população que não circule na zona do incêndio, uma vez que podem ter sido derrubadas árvores ou postes de eletricidade nas estradas. Também a Via do Infante foi interrompida na zona de Castro Marim devido ao intenso fumo que impedia a visibilidade.

A nuvem chegou mesmo à zona costeira. As pessoas que estavam na Praia Verde, em Castro Marim, relatam que o fumo tapou por completo o sol, fazendo parecer que era de noite.

As chamas continua a lavrar e já não estão apenas em zonas de mato. Muitas árvores arderam – incluindo algumas árvores de fruto. Um armazém e uma viatura foram consumidos pelas chamas. A parte traseira de uma casa, assim como quintas e jardins também arderam. O balanço dos estragos só poderá ser feito depois de dominado o incêndio.

Às 10h20 desta segunda-feira, o fogo que atingiu Castro Marim tinha sido dado como dominado e não era espectável que saltasse o perímetro estabelecido. No entanto, a situação agravou-se consideravelmente e as chamas descem a serra em direção ao mar.

[em atualização]