Exposição no MU.SA – Museu das Artes de Sintra

Com entrada gratuita, a exposição tem patente obras de arte elaboradas com diversas técnicas artísticas, que expressam as distintas experiências e significados sobre o que cada artística vivenciou durante o período de confinamento.

A.S. Mayer nasceu em 1996 e é formada em arquitetura, pela Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa. Para a pintora, o confinamento foi um período no qual a “Humanidade foi radicalmente exposta a novas realidades e para alguns, este clima de mudança trouxe tempo para refletir e regenerar em paralelo com a Mãe Natureza”.

Com nacionalidade britânica, Jaqueline Arriaga da Cunha vive em Portugal desde 1971. É membro fundador do grupo “Sintra Art” e formadora no “The Sintra Garden Studio”.

Nascida nos Estados Unidos, Mary St. George conta com diversas experiências no seu currículo académico e profissional, como por exemplo Chefe de Departamento de Arte, na St. Julian´s School, em Carcavelos, docente de Desenho e Tecnologia, na Bonn Internacional School, entre outras.

Saiba mais AQUI