PSP | arquivo

No âmbito da ação policial, “foi verificado que o estabelecimento a funcionar como discoteca ilegal”, refere a PSP em comunicado, adiantando ter sido feita a detenção de “um indivíduo que desempenhava ilegalmente funções de segurança privada” e que tinha na sua posse uma “arma de fogo alterada”. 

Às cerca de 30 pessoas que se encontravam no interior do estabelecimento “foram aplicadas contraordenações relativas à legislação sobre a Covid-19”, pode ler-se.

Foi ainda apreendidas uma arma de fogo, diverso material de som, bebidas alcoólicas e garrafas de óxido nitroso – também conhecido como ‘gás do riso’ – por violação de direitos de autor e garrafas de álcool no âmbito de infrações aduaneiras, refere a PSP.

Foi elaborado o respetivo expediente de “índole criminal e contraordenacional”.