Morreu o artista plástico Julião Sarmento

Morreu esta terça-feira o artista plástico Julião Sarmento, aos 72 anos, Sofria de um cancro.

Morreu Julião Sarmento | Foto: EMS ARTS / facebook

Julião Sarmento iniciou a carreira nos anos 70, combinando vários suportes como a pintura, mas também com a fotografia, com o desenho, com o vídeo ou som.

Nasceu em Lisboa, em 1948, e viveu e trabalhou no Estoril. Estudou pintura e arquitectura na Escola de Belas Artes de Lisboa.

Foi um artista interdisciplinar e ao longo da sua carreira, Sarmento trabalhou numa vasta gama de meios: pintura, desenho, escultura, fotografia, filme, vídeo, performance, som e instalação. Desenvolveu também vários projetos e realizou numerosas exposições individuais e coletivas em todo o mundo ao longo das últimas cinco décadas.

Julião Sarmento representou Portugal na 46ª Bienal de Veneza, em 1997. Foi incluído na Documenta 7 (1982) e Documenta 8 (1987), na Bienal de Veneza (1980 e 2001), e na Bienal de São Paulo em 2002.

No ano passado, lançou o livro de fotografia “Café Bissau”, uma obra com 98 imagens, a preto e branco e a cor, digitais e analógicas, captadas entre 1964 e 2017.

A sua obra está representada em muitas coleções públicas e privadas na América do Norte e do Sul, Europa e Japão.

Em 2012, o Museu de Serralves, no Porto, organizou a mais completa retrospetiva até hoje realizada do seu trabalho, uma obra que mereceu também o reconhecimento com a atribuição do Prémio da Associação Internacional de Críticos de Arte (AICA).

Fotografia: EMS ARTS