Sintra vai ter nova creche com apoio do programa PARES 2.0

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, participou esta segunda-feira na assinatura de um contrato, entre o Instituto da Segurança Social e a cooperativa CERCITOP, para a construção de uma nova creche em Sintra.

O presidente da Câmara de Sintra, Basilica Horta e a ministra Ana Mendes na assinatura de contrato, para a construção de uma nova creche em Sintra

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, participou esta segunda-feira na assinatura de um contrato, entre o Instituto da Segurança Social e a cooperativa CERCITOP, para a construção de uma nova creche em Sintra.

Segundo Ana Mendes Godinho, a construção da nova creche, com capacidade para 74 crianças, e que surge no âmbito do programa PARES 2.0, é uma “resposta estrutural” que o Governo procura dar e que, no caso concreto, se consubstancia no investimento de um milhão de euros. 

“O objetivo é trabalharmos em respostas estruturais que promovam o alargamento da capacidade para uma melhor conciliação da vida pessoal, familiar e profissional, promovendo simultaneamente a igualdade entre homens e mulheres”, explica a ministra.

“Sintra tem o objetivo de aumentar significativamente a capacidade de resposta em creches” [Ana Mendes Godinho]

Até ao momento já foram assinados 41 contratos para construção de creches no país, com capacidade para 2200 lugares, representando um investimento de 13 milhões de euros.

Ana Mendes Godinho, sublinha que “Sintra tem o objetivo de aumentar significativamente a capacidade de resposta em creches” explicando que é nesse sentido que surge esta parceria.

Para Basílio Horta, presidente da Câmara de Sintra, o programa PARES 2.0 constitui uma “oportunidade única” para o município aumentar a sua taxa de cobertura na resposta social de creche.

“O município vê com enorme satisfação a aprovação de quatro candidaturas ao PARES 2.0 para a construção de quatro novas creches em Sintra, que corresponderão a 280 lugares, num investimento total de mais de 2,8 milhões de euros”, esclarece o autarca, que adianta que o contrato assinado esta segunda-feira, para a creche da CERCITOP – Cooperativa de Empreendedorismo para o Desenvolvimento Económico e Social de Todo o País, prevê um investimento de 206 mil euros por parte da autarquia

“Sintra quer promover a construção de mais sete creches de iniciativa municipal” [Basílio Horta]

Basílio Horta entende que “é preciso ir mais longe na área da infância” e que, com apoio de fundos comunitários, procurará reforçar a rede municipal de creches, tendo sido já lançado o concurso público para a construção de duas outras creches, em Almargem do Bispo e em Queluz.

O autarca acrescenta que ainda este ano prevê lançar concurso para a construção de mais uma creche em São Marcos e que, no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), Sintra quer promover a construção de mais sete creches de iniciativa municipal.

Para o presidente da Câmara de Sintra, “o desenvolvimento de uma rede municipal de creches, a par do financiamento das creches a construir no âmbito do Programa PARES 2.0 e do Programa Municipal de Bolsas Sociais de Creche, através do qual todos os anos cerca de 400 famílias são apoiadas financeiramente pela autarquia no pagamento das mensalidades, são exemplos claros do compromisso do município neste setor”, destaca Basílio Horta.