O surto foi detetado a 26 de janeiro, seis dias depois da toma da primeira dose da vacina | Imagem: Google

No lar de idosos da Associação de Reformados, Pensionista e Idosos de Agualva-Cacém (ARPIAC), foi detetado um surto com 69 caos infeção por Covd-19, entre utentes e funcionários, depois da toma da primeira dose da vacina.

A Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT), revelou à TVI que de um total de 58 utentes, 51 estão positivos, o mesmo acontecendo com 18 dos 65 funcionários, que também estão infetados com o covid-19.

“Os residentes e os profissionais desta instituição efectuaram a 1ª dose da vacina contra a Covid-19 a 20 de janeiro, pelo que tal, como já aconteceu em situações similares, a doença estaria em fase de incubação. Por orientação da autoridade de saúde, na próxima segunda-feira, 15 de fevereiro vão efectuar-se novos testes, os designados, “teste de cura”, adiantou a ARSLVT.

De referir que as três mortes de dois idosos registou-se a 7 de janeiro e um terceiro, nesta quinta-feira, 11 de fevereiro. O surto foi detetado a 26 de janeiro, seis dias depois da toma da primeira dose da vacina.


[em atualização]
Imagem: Google