Ministra da Saúde aponta para 70% da população vacinada até ao fim do verão

A ministra da Saúde, Marta Temido, afirmou hoje na Amadora, que estima que 70% da população portuguesa esteja vacinada contra a covid-19 até ao fim do verão, salientando que as regras sanitárias deverão ser mantidas depois da vacinação.

Marta Temido, ministra da Saúde | Foto: arquivo

“São passos, são pequenos passos, são passos que às vezes têm tropeções, que nós gostaríamos de evitar, mas não podemos perder de vista aquela que é a meta a que queremos chegar, que é, no final do verão, ter 70% da nossa população vacinada contra covid-19”, disse Marta Temido, esta quinta-feira, no arranque do programa de vacinação dos bombeiros no Centro de Saúde da Damaia, no concelho da Amadora.

De acordo com a governante, após a vacinação, a população não poderá deixar de cumprir as regras de higienização e de distanciamento físico.

“A vacina ajuda à proteção, mas não é um escudo completo, e, portanto, o resto das medidas têm de ser mantidas e temos de continuar a ter cuidados”, alertou.

Marta Temido acrescentou que é necessário ter em atenção as novas variantes, de modo a preservar a saúde para que “o mais depressa possível” se regresse à normalidade.

O programa de vacinação dos bombeiros começou hoje no Centro de Saúde da Damaia e contou, além de Marta Temido, com a presença do ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, da secretária de Estado da Administração Interna, Patrícia Gaspar, e do secretário de Estado Coordenador para o combate à pandemia na Região de Lisboa e Vale do Tejo, Duarte Cordeiro.

Cerca de 15.000 bombeiros voluntários, sapadores e municipais começaram hoje a ser vacinados contra a covid-19, num processo que se vai prolongar durante as próximas duas semanas.

O Ministério da Administração Interna (MAI) sustenta que os bombeiros, dada a dimensão operacional do transporte pré-hospitalar que executam, desempenham “uma função essencial do Estado e por isso vão ser vacinados ao longo das próximas duas semanas”.