Testes rápidos nas escolas arrancam esta quarta-feira

A campanha de testagem rápida, com recurso a testes de antigénio, vai arrancar esta quarta-feira nas escolas secundárias localizadas em concelhos que se encontram atualmente em risco extremamente elevado de contágio.

COVID-19

O anúncio foi feito esta tarde pelos Ministérios da Saúde e da Educação, num comunicado. Em caso de identificação de surtos ativos, a testagem, que irá decorrer em instituições públicas e privadas, será intensificada.

“A realização de testes de antigénio visa aumentar a rapidez da deteção e rastreamento de eventuais casos de SARS-CoV-2, em alunos, pessoal docente e não docente”, pode ler-se no comunicado.

Para esta testagem, as autoridades de saúde “(…) elaboraram um modelo de consentimento informado a obter junto dos encarregados de educação”, ou seja, caberá aos diretores de agrupamentos e escolas recolher o consentimento dos encarregados de educação no caso dos alunos menores e assegurar as condições logísticas necessárias à realização dos testes.

António Costa que participa, esta terça-feira, no primeiro debate do ano sobre política geral no Parlamento, disse, em resposta aos deputados, sobre o fecho das escolas, admitiu que poderá fazê-lo a qualquer momento se assim for necessário.

“Se soubermos que a estirpe inglesa se tornou dominante no nosso país, por exemplo, muito provavelmente teremos mesmo de fechar as escolas e ai farei isso que tenho a fazer, que é fechar as escolas”, disse o primeiro-Ministro, em resposta ao deputado Adão Silva, do PSD.

https://canal.parlamento.pt/?chid=18&title=emissao-linear