Eleições Presidências permitem voto antecipado

Os portugueses que não puderem votar nas eleições presidenciais em 24 de janeiro podem pedir, até quinta-feira, para exercer o seu direito de voto uma semana antes, numa mesa de voto à sua escolha.

Eleições Presidenciais a 24 de janeiro

A eleição do Presidente da República está marcada para o dia 24 de janeiro, mas devido à pandemia por Covid-19, foram tomadas medidas preventivas, como a criação de novos locais de voto, mais mesas de voto e novas regras de forma a evitar e controlar grandes concentrações de pessoas e, assim, reduzir o risco de contágio.

Apesar de muitos optarem pelo voto antecipado, em mobilidade no município que entender no domingo, dia 17 de janeiro. Para isso, tem de fazer o pedido do voto em mobilidade entre os dias 10 e 14 no site do MAI, em  www.votoantecipado.mai.gov.pt ou por via postal.

No dia 17 de janeiro, dirige-se ao município escolhido e à mesa de voto identificando-se com o cartão de cidadão e indicando a freguesia de inscrição no recenseamento eleitoral.

Para esse efeito, de acordo com a Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna, pode enviar uma mensagem SMS para o número 3838 com a seguinte mensagem:

RE AAAAMMDD>  (exemplo: RE 12344880 19891007)
Este serviço, não tem qualquer custo.

Além das regras de distanciamento e de utilização obrigatória de máscara, é aconselhada a utilização de caneta própria para votar.

Os cidadãos portugueses que residem e estão recenseados fora do território nacional exercem o seu direito de voto presencialmente junto das representações diplomáticas e consulados, ou nas delegações externas de ministérios e instituições públicas portuguesas. A votação decorre nos dias 23 e 24 de janeiro.

Saiba mais AQUI sobre o processo eleitoral no concelho de Sintra.
Mais informações gerais sobre as eleições AQUI .

As eleições presidenciais, que se realizam em plena epidemia de covid-19 em Portugal, estão marcadas para 24 de janeiro e esta é a 10.ª vez que os portugueses são chamados a escolher o Presidente da República em democracia, desde 1976.

A campanha eleitoral começou no dia 10 e termina em 22 de janeiro. Concorrem às eleições sete candidatos, Marisa Matias (apoiada pelo Bloco de Esquerda), Marcelo Rebelo de Sousa (PSD e CDS/PP) Tiago Mayan Gonçalves (Iniciativa Liberal), André Ventura (Chega), Vitorino Silva, mais conhecido por Tino de Rans, João Ferreira (PCP e PEV) e a militante do PS Ana Gomes (PAN e Livre).