Quatro pessoas acusadas pelo homicídio do rapper David Mota Jr.

A revista Sábado que o Ministério Público de Sintra acusou quatro pessoas pelo homicídio do rapper David Mota Jr, a 15 de março deste ano.

A Polícia Judiciária (PJ), que está a investigar as circunstâncias da morte do rapper Mota Jr

O Ministério Público de Sintra acusou quatro pessoas pelo homicídio do rapper David Mota Jr. Segundo o despacho do Departamento de Investigação e Acção Penal de Sintra, a que a revista Sábado teve acesso, os suspeitos agrediram violentamente o músico até à morte deste para lhe roubarem objetos de ouro.

O músico terá sido raptado, no concelho de Sintra, por, pelo menos, duas pessoas que o convenceram a sair do prédio onde vivia. Posteriormente terá sido agredido e colocado numa viatura.

David Mota, conhecido por Mota Jr., morreu aos 28 anos, em março de 2020. A PJ encontrou o corpo em elevado estado de decomposição, em maio, numa zona de descampado, em Sesimbra, na sequência de um alerta feito por transeuntes.

Na altura, a PJ de Setúbal explicou que as peças de vestuário encontradas, assim como outros elementos, indiciavam que o corpo foi depositado naquela zona propositadamente, por ser uma área pouco movimentada.