António Costa atualiza lista de concelhos de risco devido à Covid-19

CONSELHO DE MINISTROS | O número de concelhos com risco mais elevado sobe para 191. “Gostaria de reafirmar que a situação é grave”, diz António Costa em conferência de imprensa.

Primeiro-Ministro, António Costa

Onúmero de concelhos com risco mais elevado por causa da pandemia de covid-19 subiu de 121 para 191. O anúncio foi feito esta quinta-feira pelo primeiro-ministro, António Costa, no final de uma reunião do Conselho de Ministros que durou oito horas: “Gostaria de reafirmar que a situação é grave. Temos a lamentar um número de novos mortos superior à primeira vaga”.

António Costa confirmou que todos os estabelecimentos comerciais e de restauração vão ter de fechar a partir das 13h00 até às 08h00 do dia seguinte, nos próximos dois fins de semana. A restauração só poderá funcionar depois das 13h00 para serviço de take away.

As exceções são os estabelecimentos que já abriam antes das 08h00, como padarias, farmácias, funerárias, retalho alimentar, e lojas com porta para a rua e com uma área com menos de 200 metros quadrados.

António Costa anunciou ainda um apoio especial à restauração para os concelhos onde os restaurantes vão ter de fechar às 13h00 no fim de semana. Os restaurantes vão receber 20% da perda de receita.

Aumentam os concelhos de risco

O Governo retirou sete concelhos da lista de risco [Moimenta da Beira, Taboaço, São João da Pesqueira, Pinhel, Tondela e Batalha] e acrescentou 77. 

Há mais 77 concelhos que entram na lista dos municípios com regras mais restritivas como o recolher obrigatório para enfrentar o avanço da pandemia, em Portugal. Confira os concelhos concelhos que entraram na lista:

Manteigas
Freixo de Espada à Cinta
Figueira de Castelo Rodrigo
Coruche
Seia
Proença-a-Nova
Monforte
Vieira do Minho
Mealhada
Celorico da Beira
Castro Daire
Arronches
Nelas
Vila Nova de Foz Côa
Mora
Torre de Moncorvo
Mêda
Mangualde
Salvaterra de Magos
Pampilhosa da Serra
Ourém
Vila do Bispo
Penela
Miranda do Douro
Albergaria-a-Velha
Águeda
Oliveira do Bairro
Arganil
Grândola
Resende
Mira
Ílhavo
Abrantes
Boticas
Coimbra
Almeida
Cantanhede
Almeirim
Ferreira do Alentejo
São Pedro do Sul
Estarreja
Faro
Cuba
Mirandela
Campo Maior
Miranda do Corvo
Alcanena
Ponte de Sor
Condeixa-a-Nova
Arcos de Valdevez
Montalegre
Montemor-o-Velho
Crato
Viseu
Reguengos de Monsaraz
Vagos
Penalva do Castelo
Sousel
Évora
Penamacor
Murtosa
Lamego
Vila Real de Santo António
Albufeira
Carrazeda de Ansiães
Elvas
Vila Nova de Paiva
Alvaiázere
Tábua
Portalegre
Portimão
Ansião
Tavira
Lagos
Aljustrel
Anadia
Sátão

A partir desta segunda-feira, serão 191 os concelhos com restrições mais apertadas do estado de emergência. A alteração só acontece a partir da próxima segunda-feira de forma a garantir que “todos têm tempo suficiente para se adaptar às novas medidas”, explicou António Costa. 


[em atualização]

https://twitter.com/govpt/status/1326962959478874124

Conferência de imprensa do Conselho de Ministros
– António Costa,
primeiro-Ministro

O número de concelhos com risco mais elevado sobe para 191

Situação é grave e mais crítica” do que na primeira vaga

“Temos a lamentar um número de novos mortos superior à primeira vaga”

“Fica determinado o encerramento, a partir das 13h00 de sábado e até às 8h00 de domingo e das 13h00 de domingo até às 8h00 de segunda-feira de todos os estabelecimentos comerciais ou de restauração”

“O Governo vai promover uma compensação de 20% da perda de receita dos restaurantes nestes dois fins de semana face à média dos 44 fins de semana entre janeiro e outubro”

“A partir do próximo dia 25, através do balcão 2020, os proprietários de restaurantes, poderão comunicar qual foi receita efetiva dos dois próximos fins de semana, e o apoio será 20% da receita destes fins de semana, pela média da faturação ao fim de semana entre janeiro e outubro”