Morreu o jornalista e escritor Artur Portela Filho

ÓBITO | O jornalista, escritor e tradutor Artur Portela Filho, morreu esta terça-feira, aos 83, vítima de covid-19.

Artur Portela, conhecido como Artur Portela Filho, morreu hoje aos 83 anos em Abrantes, vítima de covid-19 | Foto / jornal Público

O jornalista e escritor Artur Portela, conhecido como Artur Portela Filho, morreu hoje aos 83 anos em Abrantes, vítima de covid-19, disse à agência Lusa fonte da família.

Artur Portela Filho nasceu a 30 de Setembro de 1937, em Lisboa, no seio de uma família de escritores, pintores e jornalistas (como o seu pai, Artur Portela).

Como jornalista, foi fundador e dirigiu o Jornal Novo, entre 1975 e 1977, uma publicação que “de combate contra a direita, a extrema-direita e contra o gonçalvismo”, disse numa entrevista ao PÚBLICO em 2018.

Fundou também a revista Opção, durante a década de 70, e colaborou com outros jornais como o RepúblicaA Capital ou o Jornal do Fundão​. Mais recentemente colaborou com o jornal i.

Dirigiu nos anos 1970 o Jornal Novo, passou pela redação de vários meios de comunicação, como Diário de Lisboa, A Capital, TSF e RTP. Com formação em História, Artur Portela Filho publicou contos, crónicas, romance e ensaios.

Fotografia: Jornal Público