Prisão preventiva por violência doméstica e ameaça de morte

Um homem de 70 anos de idade foi detido esta segunda-feira, no concelho de Sintra, por violência doméstica e posse de arma de fogo.

Foto | arquivo

Segundo o Comando Territorial de Lisboa, através do Posto Territorial de Pêro Pinheiro, na sequência de uma denuncia que dava conta de “desentendimentos entre um casal”, os militares da Guarda deslocaram-se ao local e “depararam com o suspeito visivelmente alterado, com uma atitude provocatória e intimidatória para com a sua mulher de 57 anos e o filho de ambos com 28 anos”, pode ler-se em comunicado.

Segundo a GNR, “foi possível apurar que, momentos antes, o filho teria retirado uma faca de cozinha das mãos do seu pai, impedindo que este agredisse a vítima”, acrescentando que “durante 40 anos, a vítima foi sujeita a violência física, verbal e psicológica, no entanto, das agressões nunca recebeu tratamento médico, nem apresentou queixa por vergonha”.

Mesmo na presença dos militares da GNR, o homem “ameaçou matar a vítima e o filho com recurso à sua arma de fogo”, tendo sido apreendidas duas armas, uma carabina de calibre 9mm, uma arma de ar comprimido e 48 munições de 9mm.

O detido foi presente ao Tribunal da Comarca Lisboa Oeste-Sintra, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva e encaminhado ao Estabelecimento Prisional de Lisboa.