Novo recorde de casos em Portugal com 2608 infeções e 21 mortos

COVID-19 | Pela terceira vez desde o início da pandemia, foi ultrapassada a barreira dos dois mil casos, com números recorde.

Conferência de imprensa COVID-19

Posted by Serviço Nacional de Saúde on Friday, 16 October 2020

EM DIRETO: Conferência de Imprensa da DGS
– Diogo Serras Lopes, secretário de Estado da Saúde
– Graça Freitas, diretora Geral da Saúde

Estão confirmadas 2149 mortes devido à Covid-19 em Portugal, mais 21 do que no último boletim epidemiológico, Diogo Serras Lopes

“Há uma carga enorme de trabalho, para cada doente é preciso uma grande investigação”, Graça Freitas

“A DGS está a rever a sua programação em função da epidemiologia em cada região do país que, como sabem, não é uniforme”, Graça Freitas 

Sobre a aplicação StayAway Covid, o secretário de Estado da Saúde remete a decisão para a AR: “Esse debate foi enviado pelo Governo para a Assembleia da República e é lá que deverá ser realizado. Aguardaremos a decisão”.

“Caso seja necessário reforçar o serviço de saúde, recorreremos a soluções desse âmbito. De qualquer forma, a prioridade é o reforço do SNS”, Diogo Serras Lopes

Graça Freitas explicou como funciona a norma 4, que é muito importante para a organização dos serviços e só se aplica a doentes com doença ligeira a moderada. “Uma pessoa infeciosa 48 horas antes de manifestar sintomas pode transmitir a doença a outros, mas essa transmissão vai sendo menor ao longo do tempo. Se o doente não tiver febre nem agravamento de nenhum dos sintomas, no final do décimo dia praticamente não contagia ninguém. Vamos aprendendo com os estudos que vão saindo. Diferente é ter alguém que é assintomático e é um contacto. Esse contacto está 14 dias em isolamento profilático, que tem a ver com o período de incubação. Tem o vírus mas não há manifestação nenhuma de que o tenha”.


Situação atual:

Portugal contabiliza esta sexta-feira mais 21 mortos relacionados com a covid-19 e 2 608 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

É o terceiro dia consecutivo que Portugal tem mais de dois mil novos casos, após os 2.072 registados na quarta-feira e os 2.101 na quinta.

Relativamente aos internamentos hospitalares, o boletim revela que nas últimas 24 horas há mais 22 pessoas internadas totalizando 1.015, das quais 144 em cuidados intensivos (mais 5 em relação a quinta-feira).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 2.149 mortes e 95.902 casos de infeção, estando ativos 37.697 casos, mais 1.602 do que na quinta-feira.

Por regiões

A região Norte foi onde nas últimas 24 horas se registaram mais novas infeções, com 1.350 casos, totalizando 37.157 e 944 mortos.

Na região de Lisboa e Vale do Tejo foram notificados mais 725 novos casos de infeção, contabilizando-se desde o início da pandemia 46.246 casos e 866 mortes.

Na região Centro registaram-se mais 323 casos, contabilizando-se 7.834 infeções e 277 mortos.

No Alentejo foram registados mais 150 novos casos de covid-19, para um total de 1.914, com um total de 26 mortos desde o início da pandemia. A região do Algarve tem hoje notificados mais 44 novos casos de infeção, somando 2.124 casos e 21 mortos.

Na Região Autónoma dos Açores foram registados mais quatro casos novos, somando 310 infeções detetadas e 15 mortos desde o início da pandemia. A Madeira registou 12 novos casos nas últimas 24 horas, contabilizando 317 infeções, sem óbitos até hoje.

[atualizada]