Portugal com 903 mortos (+23) e 23.864 casos confirmados

Nas últimas 24 horas, morreram mais 23 pessoas vítimas de Covid-19, totalizando 903 óbitos. Há ainda mais 472 infetados com coronavírus. [atualizada] »»» ACOMPANHE EM DIRETO a Conferência de Imprensa

Ministra da Saúde, Marta Temido

Portugal regista hoje 903 mortos associados à covid-19, (+23) do que no sábado, e 23.864 infetados (+ 472), indica o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Há 1.329 casos de doentes recuperados, mais 52 no que no sábado. De registar ainda que 4.673 pessoas estão a aguardar o resultado laboratorial.

Existem 182 doentes i nternados nas Unidades de Cuidados Intensivos, sendo que há 1.005 doentes hospitalizados.

Comparando com os dados de sábado, em que se registavam 880 mortos, hoje constatou-se um aumento percentual de óbitos de 2,6%.

Relativamente ao número de casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus, os dados da DGS revelam que há mais 472 casos do que no sábado, representando uma subida de 2%.

A região Norte é a que resgista o maior número de mortos (519), seguida da região Centro (188), de Lisboa e Vale do Tejo (175), do Algarve (12), dos Açores (8) e do Alentejo que regista um caso, adianta o relatório da situação epidemiológica, com dados atualizados até às 24h00 de sábado.

EM DIRETO Conferência de Imprensa diária da Direção-Geral da Saúde
– Marta Temido, ministra da Saúde
– Graça Freitas, diretora Geral de Saúde

Conferência de imprensa COVID-19

Conferência de imprensa COVID-19 | Acompanhe em direto #DGS #Saúde #SNS

Posted by Direção-Geral da Saúde on Sunday, 26 April 2020

Cerca de 30% de uma amostra de casos de covid-19 confirmados no país contraíram o vírus em casa e 25% em instituições coletivas, disse a ministra da Saúde, Marta Temido

“Em cerca de 30% dos casos em que foi identificada a transmissão esta ocorreu no local de habitação”, disse Marta Temido

Para a ministra, estes dados mostram que se tem que ter “em atenção que quem está em domicílio [e infetado] continua a ter necessidade de cuidados especiais

A ministra da Saúde frisou também que 9% dos casos confirmados desta amostra referiam casos de transmissão social, a partir de contactos com amigos e familiares que não habitavam na sua residência

Face a essa informação, Marta Temido voltou a apelar “a que ninguém, em qualquer circunstância, baixe as medidas de prevenção da transmissão de infeção”

A análise mostra “que o esforço que tem sido desenvolvido tem que ser continuado”, sendo necessário “continuar a garantir as medidas” que têm sido aplicadas, chama a atenção Marta Temido

“Continuamos a estimar que o máximo da incidência da infeção tenha ocorrido entre os dias 23 e 25 de março”, Marta Temido


Caracterização Demográfica dos Casos Confirmados:

São agora cinco os concelhos em Portugal com mais de 1000 casos confirmados: Lisboa lidera com 1406 (+60), seguem-se Vila Nova de Gaia com 1263 (0), Porto com 1211 (0), Braga com 1019 (0) e Matosinhos com 1017 (+0).

Outros concelhos, na região de Lisboa, tendo em conta o número de casos de infeção, em comparação com o dia anterior: Sintra 552 (+29); Cascais 330 (+28); Amadora 272 (+11); Oeiras 218 (0); Odivelas  208 (+13); Loures 315 (+11); Mafra 67 (+4).

Segundo o relatório da Direção-Geral da Saúde, 171 casos resultam da importação do vírus de Espanha, 137 de França, 88 do Reino Unido. Há ainda centenas de casos importados de dezenas de outros países.

De acordo com o boletim, 50% dos doentes positivos ao novo coronavírus apresentam como sintomas tosse, 36% febre, 26% dores musculares, 23% cefaleia, 20% fraqueza generalizada e 15% dificuldade respiratória. Esta informação refere-se a 81% dos casos confirmados.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 200 mil mortos e infetou mais de 2,9 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.